Como Fazer Lindos Embrulhos de Presentes no Natal?

O presente de natal já começa pelo embrulho. Um papel brilhante, bem dobrado, fechado com fitas ou adesivos natalinos, demonstra que a embalagem foi feita com carinho. O ato de abrir o pacote tem toda uma expectativa que faz parte do Natal. Presente novo, vida nova.

Se, ao embrulhar o presente, deixar a imaginação fluir, melhor ainda. Embalagens originais podem ser feitas com diversos tipos de papéis, de tecidos, de papelão. Para finalizar, flores frescas ou artificiais, gravetos, ramos, folhas brancas, laços, fitas ou barbantes coloridos, frutinhas vermelhas de plástico, enfim, pode-se recorrer a quase tudo para tornar um presente único.

Miniaturas de enfeites natalinos, desenhos impressos e recortados de símbolos Natal dão um aspecto mais personalizado ao Natal, que é uma época tão especial. Basta combinar as cores e os ornamentos para garantir a autenticidade do embrulho.

Uma forma bem criativa de personalizar os embrulhos e até os cartões de natal oferecidos juntos com os presentes é usar pequenos carimbos marcando o papel do presente ou a caixinha, se essa for a embalagem. As caixas são mais práticas de montar, disponíveis em diversos tamanhos e, para arrematá-las, usam-se fitas, ráfias (fibras de palmeira que dão um ar rústico) ou barbantes. Se a tonalidade da caixa for neutra, os barbantes de cor cru oferecem um bom acabamento.

Com a ajuda do computador e da impressora, é possível aumentar uma figura, um desenho, datas de um calendário, como o de dezembro, por exemplo, imprimir e colar ao redor da embalagem. Pode-se, inclusive, utilizar folhas de jornal ou de revistas decorados com fitas ou laços. Com certeza, um exemplar incomum.

Mais inovação pode ser empregada usando um furador de papel para criar fitas com “efeitos especiais”. Cordas coloridas, por serem mais extensas, são apropriadas para embrulhos grandes e volumosos. Até meias coloridas (novas, claro), listradas, com enfeites decorativos de Natal  podem virar embalagem. São uma solução eficiente para embrulhar garrafas de vinho, por exemplo.

Aliás, com originalidade, se gasta pouco. Com um papel pardo, cordel, tesoura, fita, cola, folhas A4 de papel colorido ou brancas, lápis de cera ou de cor, é só pintar e inventar um embrulho autêntico.

Um embrulho legítimo pode fazer tanta diferença que no próximo Natal talvez as pessoas presenteadas inspirem-se para fazer o mesmo, retribuindo a gentileza do ato.