Como Fazer a Famosa Árvore de Natal Tradicional

A árvore de Natal é uma das mais populares tradições associadas com a celebração da data. É o centro das decorações natalinas e onde os presentes são colocados na noite de natal. Normalmente é uma árvore conífera de folhas perenes ou uma árvore artificial (a mais utilizada).

De acordo com a tradição católica, a árvore de Natal deve ser montada a partir do dia 30 de novembro, que é o começo do período do advento. Sua montagem deve ocorrer aos poucos, acelerando-se a decoração a partir de 17 de dezembro (momento em que a Bíblia começa a falar do nascimento de Jesus). E, no dia 06 de janeiro (Dia de Reis), é o dia de desmontá-la.

Com a proximidade da data, quem não tem acaba comprando uma. A escolha não é fácil. Tamanhos que variam de 1 a 4 metros, diferentes modelos de pinheiros e galhos e de cores, sem falar na infinidade de enfeites e artigos natalinos que podem preencher a árvore de Natal.

Salas maiores podem ter uma árvore de natal grande, como uma de 2 metros, enquanto que locais menores precisam de um pinheiro menor, não só pela estética, mas para que as pessoas possam circular. O pinheiro é vendido basicamente em três cores: verde, branco e preto. O branco, por ser uma tonalidade mais leve,harmoniza com tons verdes ou vermelhos. Deve-se tomar cuidado para não misturar cores demais e para não comprar o cordão de luzes branco que, nesse caso, se confundiria com a própria árvore de Natal.

A árvore pode ser colocada no canto da sala, dentro de um vaso ou de uma cesta, ser coberta nos pés com presentes ou, ainda, pode ser posta uma saia de árvore de Natal.

Ao colocar os galhos, deve-se deixá-los bem fixos, sem pressionar muito para que não quebrem, e cada um com a ponta para um lado para que a árvore de Natal fique bem cheia. Dessa forma, também haverá mais lugar para os enfeites. Na ponteira da árvore de Natal, é comum colocar uma estrela prateada ou dourada.

O arranjo deve começar pelos enfeites maiores, como laços e bolas grandes, que devem distribuídos espaçadamente, de baixo para cima. Isso garante que a árvore seja enfeitada por igual. Os festões podem preencher qualquer buraco que fique nos galhos e as fitas podem ser amarradas no topo e soltas até a base da árvore. O importante é alternar os ornamentos para dar profundidade à árvore e prendê-los com barbante/linha, pois se estiverem somente pendurados podem cair com o vento.

Quanto ao pisca-pisca, o ideal é começar pondo as luzes de baixo para cima e de dentro para fora. Deve-se passar o cordão de luzes em um galho de cada vez e alternar os ramos. Assim, metade da árvore de Natal ficará iluminada e a outra metade apagada. Quanto mais lâmpadas, melhor.