O que Servir na Ceia de Natal desse Ano?

Comemorar o Natal é tradição no mundo todo e comemorar com um belo banquete à mesa mais ainda. Sozinho, com o companheiro ou companheira, colegas de trabalho, amigos ou familiares, o momento exige, ao menos, um prato especial, e dicas de receitas não faltam para tornar esse dia realmente peculiar.

O peru e o chester são os alimentos mais comuns e apreciados na data comemorativa e podem ser acompanhados com inúmeras outras receitas de dar água na boca: farofas de cenoura, abacaxi, banana ou passas, salpicão, bacalhau com batatas, arroz com castanha, arroz à grega, risotos, lentilha, sem contar que cada receita dessas têm inúmeras opções de tempero, acompanhamentos e ingredientes. Peixes, frutos do mar e pernis ou lombos de porco também podem ser incluídos na ceia. Simples ou mais sofisticadas, caseiras ou de chefs de cozinha, todas os quitutes são bem-vindos.

As sobremesas completam a refeição. Os preferidos são a rabanada, o bolo de chocolate, o pavê, o quindim, a compota de frutas secas, os doces de calda, como figo, pêssego ou abacaxi, o petit gateau com calda de chocolate e morango, as mousses.

Como entrada para a ceia, ainda há opções de saladas, frios, caldos, roscas, pãezinhos, salgadinhos como os deliciosos bolinhos de bacalhau ou arroz, quiches, coxinhas, canapés, risoles, pasteizinhos, empadas, quibes, bruschettas, wraps, rolinhos primavera.

Com a internet que globaliza tudo, é possível adquirir dicas da gastronomia mundial que diversificam a ceia de Natal. Há, inclusive, alternativas de comida diet, light, vegetariana, vegana e sem glúten, para todos os gostos e bolsos. Portanto, não há desculpa para não preparar uma bela receita natalina, com direito a aperitivos, prato principal, sobremesa e bebidas.

Se não der para preparar tudo em casa, tendo em vista a correria do dia-a-dia, pesquisar os preços e os locais de fabricação dos alimentos é recomendável. A procedência e a qualidade dos ingredientes das receitas devem vir em primeiro lugar para o sucesso da festa.

A culinária é vasta e a data merece. O cuidado deve ser apenas para não exagerar. Depois do Natal, vem o Ano Novo e mais comemorações e receitas divinas. Com moderação, a festa é tranquila e melhor aproveitada.